Buscar
  • Pâmela Meirelles

10 motivos para fotografar seu parto.

A fotografia nunca foi considerada uma futilidade. Isso porque ela não é só um objeto de desejo do fotografado ou do fotógrafo, mas sim porque, seja ela sobre o que for, ela tem o poder de guardar a memória e de contar histórias para as pessoas.

A fotografia de parto não foge desse objetivo. Eu mesma, me lembro muito pouco dos momentos do nascimento da minha filha, porque a mistura de emoções e sentimentos é tamanha que depois que o bebê nasce, nem da dor do parto você se lembra mais. (algumas mães chamam esse fenômeno de "esquecetol"...rsrsrsr)

Claro que o objetivo das fotos não é te fazer lembrar das dores do parto, mas até elas devem fazer parte das nossas memórias. Veja abaixo o porque disso e mais 10 motivos para você decidir fotografar esse momento.





1. Prova de amor para seu filho

Já imaginou quando seu filho crescer, você poder mostrar pra ele como ele foi amado e esperado? Com as fotografias do parto quando seu filho começar a ter a curiosidade sobre como chegou ao mundo, você não vai precisar contar histórias sobre a cegonha... pode contar sobre o quanto o papai e a mamãe se amavam e decidiram tê-lo; como o dia da sua chegada foi o mais importante e esperado de todos os tempos, que o papai até ficou sem ir trabalhar; sobre como a mamãe estava empolgada e decidida a receber e proteger seu filho nos braços. São tantas provas de amor por esse filho que a gente nem se dá conta.





2. Na hora do parto não gravamos memórias

A nossa memória não é como a de um computador onde se guardam dados, que são consultados quando necessário. Nossas lembranças não são formadas apenas de fatos. Elas também incluem imaginação, emoções e descriminação da informação, ou seja, nossa memória também é criativa. Na maioria das nossas memórias as emoções têm grande influência. Lembramos mais do que nos foi gratificante do que de situações frustrantes e traumáticas. Não que a hora do parto seja uma situação traumática, mas entendemos que ela está repleta de emoções. A principal delas, a ansiedade, nos causa um tipo de bloqueio que faz com que não lembremos muito bem de tudo que passamos. Tem muitas mães chamando isso de "esquecetol". Depois que o bebê nasce, você não se lembra de dores, de contrações, de mal estar, dos medos... de nada.





3. Poder olhar para o rosto do seu bebê pela primeira vez...pra sempre

Acredito que esse seja o momento mais esperado de toda a gestação. O momento em que mãe e filho se olham pela primeira vez é emocionante. É nesse momento que se conhecem, que se forma o maior laço familiar de todos, é nesse momento que nos tornamos mães de verdade, vendo aquele bebezinho tão pequeno e tão lindo (mesmo que nasça com carinha de joelho) dependente do nosso amor, do nosso afeto. Nunca vi uma mãe que não se sentisse emocionada nesse momento. Nosso instinto é de pegar no colo, abraçar e acalmar porque sabemos que agora ele está protegido nos nossos braços. Mas você percebeu como foi rápido esse primeiro olhar? Tão rápido que você já esqueceu e o sentimento no segundo olhar já não era o mesmo...kkkkkkkk

Mas está lá, na fotografia, esse sentimento do momento exato de se conhecerem. E quando nós, mães, olhamos para essa foto, conseguimos sentir exatamente a mesma sensação daquele momento. Não é maravilhoso poder reviver essa experiência quantas vezes quiser?


4. Empoderamento feminino

Não existe momento mais seu do que a hora do seu parto. É no seu corpo que foi gerado seu filho, é seu trabalho de parto que vai trazê-lo ao mundo. Nada mais justo do que ser você a pessoa a ditar as regras desse momento. Claro que seu médico sabe mais do que você caso haja alguma intercorrência durante seu pré-natal ou durante o parto, mas se tudo correu bem nessas quase 40 semanas de gestação e a sua saúde e a do bebê estão em perfeitas condições, você tem todo o direito de escolher como quer que aconteça seu parto. Muitas mulheres optam pela cesariana por terem medo das dores, das contrações... outras querem que seja o mais natural e humanizado possível. Seja qual for a sua escolha, saiba que você é a protagonista desse momento e merece ter suas opções respeitadas.

Converse com seu médico sobre as opções de parto que você tem, procure saber mais sobre cada tipo de parto, seus prós e contras... Um bom lugar pra ter mais informações é o site https://www.partosemmedo.com.br





5. Contar a história para sempre

O trabalho de parto normalmente não é muito rápido. Muitas mulheres passam horas sentindo as contrações, contando os espaços entre elas, fazendo massagens, tomando banhos, enfim... tem muita coisa entre o início do trabalho de parto e o momento do nascimento, uma história linda de superação e emoção. Um bom trabalho fotográfico desse momento deve contemplar as várias mudanças e progressões desse trabalho, por isso optar por uma fotografia documental vai te permitir relembrar todo esse processo de forma cronológica, contando a história desse dia tão importante e especial.





6. Lembrar de pessoas que foram importantes e fizeram diferença nesse momento

Você já pensou que na hora do parto não é só você e o médico que estão trabalhando? Na verdade muitas pessoas estarão com você nesse momento. Enfermeiros, anestesistas, pediatras, nós fotógrafos... muitas pessoas estão compartilhando esse momento com você, e para a maioria dos partos, a mãe nem percebe toda essa equipe, muito menos se lembra da função de cada um. Mas muitas vezes essas personalidades assumem um papel mais importante e mais ativo, e ajudam em muito as mamães. Lembrar dessas figuras nos ajuda entender a importância do respeito ao próximo, do amor que esse momento gera no coração, não só da família que está crescendo mas, de todos os envolvidos. Sempre que vejo esse trabalho além das obrigações me faz acreditar um pouco mais na humanidade.





7. Cada parto é único

Não importa se você tem um, dois ou cinco filhos... cada parto é único. Por maior que seja sua experiência com partos, você nunca vai saber como aquele momento vai se desenrolar. A emoção sempre será diferente, e cada parto é um dia especial. Todos os filhos merecem ter sua chegada registrada. Além do mais, o que você vai dizer pro seu filho quando ele perguntar porque você só tem fotos da chegada do irmãozinho dele?


8. Pai participa ativamente do parto

Muita gente acha que não precisa contratar um fotógrafo pra fazer as fotos do parto, afinal, o pai vai estar lá pra isso, não é mesmo? Não, não é.

O papel do pai na hora do parto é muito mais importante e necessário do que tirar fotos com o celular. A presença do pai do seu bebê te ajuda a acalmar, a ter mais tranquilidade e conforto nessa hora especial. Ele por sua vez também vai estar ansioso com esse momento e participar ativamente dessa hora (ajudando com massagens, estendendo sua mão, cortando o cordão umbilical) vai deixá-lo mais próximo do seu filho. Vai ajudá-lo a entender a sua própria importância e seu papel como pai e companheiro.






9. Empatia e união familiar

Além de você, do pai do bebê e da equipe médica, ninguém mais vai saber exatamente como foi esse momento pra vocês. A família, depois que o bebê nasce, só tem olhos pra ele e isso é completamente normal... afinal você também só vai ter olhos para seu pequeno. Mas através das fotos do parto, a família percebe o quanto o momento exato da chegada do seu bebê foi especial, o quanto você se dedicou a ele, e isso faz com que todos compartilhem desse amor e dessa união com vocês.





10. Primeiro encontro com seu bebê

Não há dúvida de que a primeira vez que vocês se olharem vai ser o momento mais emocionante da sua vida. Não é a toa que vou falar sobre isso, de novo. O primeiro encontro de vocês vai ser cheio de emoção, de choro, sorrisos... tanto sentimento misturado que fica impossível de lembrar com exatidão desse momento. E é nessa hora que a ficha cai, que você vê seu bebê saudável, que escuta o primeiro choro, que pega ele nos seus braços e sente ele no seu colo. E você pode relembrar com exatidão todo esse sentimento sempre que você desejar através da fotografia.





Agora que você já descobriu a importância de fotografar seu parto, não abra mão de fazê-lo. Tenho visto muitas mamães arrependidas depois de alguns meses por não terem dado a devida atenção a este momento e que agora gostariam de relembrar todo esse dia especial de forma mais concreta. Fico triste quando falo sobre isso com elas, mas sempre busco lembrá-las de contratarem esse serviço para o parto do próximo filho.

Claro que você pode pedir pra alguém (papai, enfermeiro, médico) tirar fotos do seu parto com um celular, mas vou te dar alguns motivos para você pensar melhor a respeito e procurar um fotógrafo profissional com experiência nesse tipo de fotografia:


1- Conhecimento técnico de ângulos e composição de imagem

A visão de um fotógrafo profissional é treinada diariamente para buscar os melhores ângulos e as melhores combinações entre o motivo principal da foto e o ambiente em que ela está inserida. No caso da fotografia de parto isso é altamente relevante pois o ambiente hospitalar é cheio de objetos, máquinas e distrações que podem poluir a foto e tirar o foco do momento. Com relação aos ângulos, nem preciso falar... ninguém quer ficar eternizada numa imagem em uma situação constrangedora, né?


2- Confiança de que as fotos serão de qualidade

Acho muito legal quando as pessoas me mostram fotos que elas mesmas tiraram e que estão "ótimas"... imagens borradas, tremidas, cortadas, que não mostram o que é importante... não é o que você quer ver desse dia, né? Ficar despreocupada com a qualidade das fotos que você vai receber vai te deixar mais inteira para o momento do parto.



3- O papai vai estar mais presente

Se a opção for fotografar o parto com o celular, inevitavelmente, o papai é que será o responsável pelos cliques e mesmo que ele seja um excelente fotógrafo esse não é o papel dele neste momento. Seu papel na verdade é apoiar a mamãe, estar ao seu lado e conhecer e receber seu filho com a mesma atenção e dedicação que a mamãe está tendo também naquela hora. Ele também merece recordar a primeira troca de olhares com seu bebê, não é mesmo?


4- Saber como se portar neste momento

Existem fotógrafos que mesmo sem a experiência necessária acaba indo fotografar um parto, porque acha que é só fazer os cliques, tipo uma festa de aniversário. Mas não é.

É importante o fotógrafo saber qual seu espaço e limite de movimentos neste momento. O centro cirúrgico é cheio de equipamentos e muitas coisas esterilizadas que serão necessárias durante o parto e qualquer esbarradinha em alguma coisa pode prejudicar muito o trabalho dos médicos nessa hora pois por menor que seja tudo terá que ser substituído por um novo kit estéril.

As maternidades normalmente liberam apenas os fotógrafos cadastrados na instituição justamente porque elas já orientam os fotógrafos antecipadamente com relação a esse tipo de comportamento e outras maneiras de se portar dentro do ambiente hospitalar. Por isso, busque saber com o hospital se o fotógrafo que você escolheu já possui cadastro e caso ainda não possua, ele poderá se instruir junto a maternidade.

Obs.: Os hospitais não podem obrigar você a contratar um fotógrafo já cadastrado. Você tem o direito de contratar quem você deseja. Mas precisamos entender que não é qualquer um que pode entrar nesse tipo de ambiente. Por isso seu fotógrafo deve se capacitar para esse tipo de atendimento.



O que me fez optar por fotografar partos foi exatamente o poder que as fotos do nascimento da minha filha têm sobre mim. Cada vez que olho para a estante e vejo nossa foto estampada no porta retrato, lembro o quanto aquele dia foi especial, o quanto eu a amo e o quanto me dediquei a trazê-la ao mundo. Minha motivação para acordar de madrugada e sair para fotografar um parto é saber que o mesmo sentimento que eu tenho todos os dias ao ver essa foto, eu posso dar para as mamães que eu retrato para que elas também se recordem do poder que possuem e do amor que sentem.




Assista ao vídeo da chegada do Gabriel

https://youtu.be/rT51bOissjc

142 visualizações1 comentário